Resenha #39: O Príncipe de Wonderland 1 e 2

sábado, 14 de abril de 2018

Olá, pessoal! Como vão?
Cá estou eu, trazendo mais uma resenha para o blog. Dessa vez de um livro - na verdade dois, e poderia ser chamado de Zine -: O Príncipe de Wonderland.
É uma obra nacional, escrita pela Nick Narukame e ilustrado pela  July Valentine.
E olha, tem um bom tempo que eu comprei. Comprei no última Anime Family que fui, deve ter uns dois anos já!
É um título BL - Boy's Love - que é algo que amo e muito. Tem direito a tudo que uma Fujoshi como eu gosta!
Sim, vou misturar e falar logo dos dois volumes, eles são tão curtinhos que acho válido falar de ambos num só.
Vou deixar apenas a sinopse do primeiro volume e depois, a resenha!

Sinopse: Quem não conhece a história de Alice? Aquela menininha que vai parar em um mundo fantástico e aloprado após cair em um buraco? O que poucos sabem é que antes de toda a loucura havia um reino normal, governado por uma altiva rainha ruiva cuja única obsessão era o bem de seu único filho, o que causara a ruína de um reino outrora tão próspero? Bem... isso foi há muito, muito tempo...
E é assim com essa curtíssima sinopse que temos os primeiros vislumbres de "O Príncipe de Wonderland", um conto Boy's Love sobre o amor do Príncipe Érick e seu fiel Cavalariço George e como esse amor transformou o País das Maravilhas para sempre. Livro 1 no Skoob | Livro 2 no Skoob

O Príncipe de Wonderland conta a história de Érick, que é filho da Rainha de Copas. Ele é um menino esguio, ruivo e de olhos verdes, e sempre foi superprotegido pela mãe, por conta de ter acontecido uma tragédia com seu pai e ele faleceu pouco depois do menino nascer.
Érick foi criado e crescera junto a um dos serviçais do palácio - que era seu Amigo de Infância: George, o loiro. (Detalhe importante porque a pessoa aqui ama semes loiros, a começar por Iason Mink. Parei!)
Anos mais tarde, George se torna um cavalariço e guarda pessoal de Érick. O jovem príncipe, já com idade, precisa desposar um jovem. Sua mãe, então, acaba descobrindo sobre uma Princesa que estava trancada num castelo e este era protegida por um dragão.
Então, ele treina com George e a gente, como fujoshi, sabe o que acontece entre esses dois amigos de infância. Calma, não é tudo isso até essa altura, é só nosso seme que sente alguma coisa e sabe disso.
Após o treinamento, eles partem juntos para a missão de derrotar o dragão. George sabia bem que Érick não iria conseguir derrotar o dragão sozinho e prometeu a si mesmo que o protegeria.
Já no castelo, eles encontram o dragão e George se sacrifica para que Érick posso fugir. Mas, ele é teimoso e acaba conseguindo derrotar o dragão, pois é tomado por uma vontade e uma força só por ter visto o amigo num estado de perigo e morte eminente.
Ao derrotar o dragão, Érick encontra a Princesa e pede que ela cure George e assim ela faz.
Quando George desperta, acaba acontecendo o que agente fujoshi quer e não preciso nem dizer o quê né? haha E claro que os dois revelam o que sentem um pelo outro.
Só que a Princesa surge com um clichê super chato de yaoi, de que a mulher só tá ali para atrapalhar o casal protagonista, se não em outros casos, o núcleo da história inteira.
Érick, George e a Princesa rumam ao Palácio do reino dela, para mostrar o grande feito. Só que é claro que nada acaba bem, porque a princesa soube muito bem do que aconteceu na noite antes deles partirem e acusa os dois de coisas impuras - considerem que é uma época quase medieval. E os dois acabam presos e estão perto de serem executados.
As histórias são impressas em formato de zine, bem simples, mas que com certeza tem um carinho especial tanto da autora quanto da desenhista. A história, mesmo que num clima de fanfic, é muito bem construída e bem feita. Os personagens são cativantes! A gente torce mesmo pelo George e pelo Érick. A gente sempre quer que acabe tudo bem, ainda mais em yaoi.
Por ser o segundo volume de três, ele terminou num clímax e só saberei o final mesmo quando adquirir  o terceiro e último volume.
Mas, fora estes detalhes, que não são defeitos, é uma boa pedida para uma cura de ressaca literária, para alguém que já curte esse gênero.
Adorei ainda mais por ser ambientado no universo de Alice no País das Maravilhas, mas sendo bem, mas bem antes da Alice pensar em pisar naquele lugar.

0 comentários :