Kyon #33: Entrevista sobre Mago Belo e o Mundo da Magia

sábado, 20 de janeiro de 2018
Olá, pessoal! 
Kyon aqui, pela primeira vez em 2018. Feliz ano novo! =D
Hoje estou trazendo um repost do Blog do Kyon, que foi originalmente em Novembro de 2011. Uma entrevista sobre Mago Belo, o segundo livro da Anelise.
Escolhi este post por ela e o namorado terem conversado um pouco sobre o livro nessas últimas semanas. Sempre precisando mudar algumas e neste livro é o título dele inclusive. Mas, acho que nem eu e nem ela vamos deixar de chamar de Mago Belo. haha
Segue a entrevista...

Entrevista com Anelise
Sobre Mago Belo e o Mundo da Magia

1- Qual foi a inspiração para criar "Mago Belo"?
Posso dizer? Eu não faço a mínima ideia.
Pensem do que o MB é mistura e talvez se descubra.
Mas eu sei que não foi 100% da minha cabeça, tem uma base perdida no meio aí. Só não consigo me lembrar.

2- Por que o título é "Mago Belo"?
Na verdade, é "Mago Belo e o mundo da Magia". Adicionei esse complemento há um tempo. Mas antes era só Mago Belo mesmo.
A culpa do título é toda da Sabrí, ela achou o Dimitri um gatinho e acabou falando Mago Belo. E eu? Bem...eu gostei.
Eu coloquei o mundo da magia, porque maioria da história se passa lá. E "o problema" é no mundo mágico.

3- Pode dizer o motivo da escolha dos nomes dos personagens?
O Dimitri era para se chamar Chase, só que meu irmão fez um comentário e pensando no filme da Anastácia e como adoro, veio Dimitri.
Sabrí é uma abreviação de Sabrina ou melhor, uma maneira mais legal.
Seiyus, vocês já sabem, o famoso erro de digitação.
Robert, foi por falta de nome melhor. Mas eu tenho raiva de quem fica falando Robert em vão, quem vem de intruso na foto, sem ele o Dimitri nem existiria. O Robert é muito legal!
Luna, por falta de ideia melhor também, mas até caiu bem.
E Mark, bem, a ideia não foi minha e sim do Ique.

4- E o Mark?Como ele surgiu?
Ique que inventou o Mark! Era para ele ser meio que inimigo do Dimitri, mas eu "estraguei" ele. Como Mark é da família inimiga do Dimitri, a família Kinato. Eu fiz ele virar tipo um amigo-inimigo.
Acabou se tornando um personagem importante e não imagino mais nada sem ele.

5- E a maneira como a magia funciona?
Os magos são capazes de manipular os elementos. Que são água, fogo, terra e ar.
Os magos aprendem a fazer algumas "mamacadas" com eles. Mas, um mago normal pode apenas dominar 3 elementos. Eles rejeitam o seu oposto. Água oposto do Fogo. Ar oposto da Terra.
E eles usam os grimórios para armazenar as magias elementais e as não elementais, que seria, por exemplo, de teleporte ou transporte de alguma coisa.

6- Pode explicar o que seria um "grande elemental"?
O Dimitri é um grande elemental.
Eles são apenas da família Yaburano. São os magos que são capazes de dominar os 4 elementos: Fogo, Água, Terra e Ar. E eles não apresentam nenhuma rejeição ao seu elemento oposto.
Ou seja, são os mago fodas!

7- E no que mais Ique se "meteu"?
Criou toda a parte mágica melhor, com os grimórios e os detalhes que expliquei antes.
Digamos que ele se meteu, mas melhorou e muito a história.

8- Que futuro pretende para Dimitri, Sabrí, Seiyus, Robert e Mark?
No fim de tudo, Dimitri cumprirá sua missão como o grande elemental: Salvar o mundo mágico.
Mas o primeiro livro nem terminou ainda, Dimitri ainda vai cair de novo no mundo humano e vai dar um rolo com a mãe dele.
E todos irão aprender e evoluir nas magias e no controle dos elementos.

9- Mago Belo atrairá leitores?
Claro que vai! O livro é muito interessante, os detalhes da história vão entrando e adicionado o entendimento das coisas.
É como eu digo: Depois dos vampiros virão os Magos.


Bem, pessoal, este foi o post de hoje. Espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais do Mago Belo.
Até a próxima!
Beijos do Kyon!

Fica Comigo (Filme Netflix)

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Bora falar de mais filme aqui no blog? Este eu citei lá no Assistindo, Lendo, Etc... de Dezembro: Fica Comigo.
Era aquele final de semana do final de 2017 e eu tava a fim de ver um filme e bem, ele tava na minha lista há meses e resolvi assistir.
Fica Comigo conta a história de Tyler, um adolescente comum, que tem uma namorado: Alison. Só que a namorado é praticamente nova na cidade e bem, ela tem um passado que quer deixar no passado. Porém, durante uma festa na casa de uma amigo e um conhecido da Alison, do antes, acaba falando um pouco demais desse passado da garota e o Tyler acaba brigando com a namorada e bem, eles terminam.
Nessa mesma noite, Tyler conhece Holly e eles acabam tendo algo naquela noite e praticamente dia seguinte. Tudo bem, ele já tinha terminado com a namorada.
No dia seguinte, Tyler e Alison reatam. A gente pensa que fica tudo bem até a Holly e todo o filme começar a ficar muito tenso.
Sendo sincera, escolhi o filme por achar que se tratava de um romancinho divertido, mas o que eu vi foi um puta suspense e cada minuto de filme eu ficava mais nervosa e apreensiva.
Holly é uma pessoa extremamente possessiva e que quer porque quer ficar com Tyler e não vai medir esforços para isso. Só que é ela é visivelmente e totalmente perturbada, ela tem um sério problema psiquiátrico.
Bem, não vou contar mais porque senão a graça do final vai totalmente embora.
Apesar de ser nada do que esperava, eu gostei muito do filme. Achei a história bem feita e admito que senti muita raiva do Tyler, porque ele também fez umas merdas. Ele já começa fazendo merda!
Uma surpresa ter achado este filme, de verdade. Foi bem além das minhas expectativas.
Gostei do clima do filme e dos atores, especialmente da menina que faz a Holly. Segundo filme que vejo com essa atriz (o primeiro foi Reality High) e ela faz a vilã, mas bem diferente da patricinha do outro.
Então, se estiver procurando um filme diferente na Netflix, Fica Comigo é uma boa pedida.

Bullet Journal: Dezembro e Janeiro (2018)

sábado, 13 de janeiro de 2018
Olá, pessoal! =D
O ano virou e com ele mais uma vez trago mais uma postagem de Bullet Journal. Gosto de mostrar como anda a minha organização, que ainda será objetivo de 2018. Alias, vai ser de sempre.
Sempre vivi na minha bagunça, mas acho que a gente pode sempre se organizar mais e melhor.
Então, bora logo que eu vou mostrar para vocês como ficou meu bullet em Dezembro e Janeiro.

Começando pelas capas...
Dezembro, Natal e foi com este tema mesmo que pensei o bullet. Mas mais o Natal comercial do que o religioso. Com bonecos de neve, enfeites, papai noel, essas coisas. E a brincadeira no título é com a música do filme Anastacia: Once Upon a December. E essa Rena ficou uma graça que só!
Já em Janeiro, pensei em férias e viagem, então achei uns adesivos aqui em casa que tem esta temática e fiz algo bem clean (+ preguiça) para simbolizar essa época boa que é das férias.

E seguimos para a Tabela de Escrita...
Em Dezembro coloquei umas meias no canto (tão bem mal feitas, admito... E... Perdoa eu! Não tenho dotes artísticos para desenho e pintura.) para decorar e não foi dos melhores meses para escrever. Acho que quis me dar umas férias de Novembro super louco com NaNo e TCC. Então, comparando com Novembro tá bem vazia mesmo.
Já em Janeiro, coloquei o texto em baixo, diferente do padrão e botei um adesivo de tênis verde. Tá tão clean esse mês que a até a página tá mais limpa.

Tabela de Tarefas/Hábitos...
Ele sofreu umas pequenas mudanças, já que uma certa coisa acabou em Dezembro. haha
Em Dezembro, desenhei um Papai Noel para decorar. Até que ele ficou fofinho!
Já em Janeiro, acrescentei o DEA, por razões de... Vou terminar o livro este mês. Amém! E tirei a leitura porque eu nem tava lembrando de marcar.
Ainda vou acrescentar um tópico chamado "Cabelo" para saber quando lavo meu cabelo, porque tem dia que me perco nas contas.

E a página dos vídeos... Essa é umas as mais difíceis de dar "check". Já percebi que tem meses que eu foco mais em um canal do que outro.
Em Dezembro, fiz um pinheiro e um boneco de neve para decorar. E adorei como ficou o "Youtube" em baixo. Fiquei orgulhosa!
Em Janeiro, brinquei com "Zutoba" e botei adesivos nos cantos para dar uma cor. (Tá clean até demais mesmo.)

E bem, como final do TCC, a página referente saiu, então voltamos aos tempos de menos uma página no Bullet.
Indo agora a página de Assistidos/Lidos...
Em Dezembro, fiz nos assistidos com bolas de Natal, tipos que a gente bota na árvore. E vi tanta coisa que faltaram bolas. Já os lidos fiz com presentes e bem, eles sobraram como dá para ver.
Em Janeiro, deixei o espaço em branco para escrever os nomes de forma divertida. Deu para ver que ficou uma bela bagunça. haha O que vale é a intenção. Os lidos são a mesma coisa, mas só tô lendo um livro agora, que nem pus ai ainda. (Eu esqueço)
Coloque adesivos para dar um plus. (Acho que bateu mesmo foi a preguiça nesse bullet.)

Então, pessoal, assim ficou o Bullet Journal em Dezembro e Janeiro.
Como sempre fiz um vídeo onde mostro e comento mais sobre. E no próximo vídeo de bullet, vocês vão finalmente me ver fazendo ele, que acho o mais legal.
Espero que este tipo de post inspire vocês a se organizarem e fazer um para vocês.
Vocês podem ver o Bullet de Outubro e Novembro.
Até a próxima!


Fudanshi Koukou Seikatsu

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Tem um tempão que eu não falo de nenhum anime que no blog né?
Enfim, assisti este todo ontem e fiquei com vontade de falar o que achei e também, por tabela, apresentar a vocês. O anime que falarei hoje é Fudanshi Koukou Seikatsu, que em tradução livre é A vida escolar de um Fudanshi.
O anime conta a história de Sakaguchi Ryou, de 17 anos e Fudanshi - apaixonado por obras de temática homossexual. Mas, por incrível que parível, ele é hétero. E isso desmistifica que é preciso ser gay para gostar de yaoi. Alias, mais a fundo, não precisa fazer parte de nenhuma minoria política para gostar de yaoi. Levando em conta que Sakaguchi é branca, cis e hétero. Achei esse um detalhe legal do anime!
É um anime de comédia, slice of life, de episódios curtos, com pouco mais de três minutos, que conta alguns causos da vida do protagonista. Ele é o único fudanshi do seu meio social. Então, imagina ele começar a falar as otaquices todas e ninguém entender? Pois é, muito eu na vida!
Por sorte, depois aparece uma amiga fujoshi e ela e o protagonista rendem os melhores momentos desse anime.
Não é longo e dá para ver rapidinho. Em uma noite acabei por ver todos os episódios! E me rendeu muitas gargalhadas e muita identificação! Já me vi em muitos animes e personagens, mas nunca tudo isso de uma vez.
Tem o famoso "vi, tô shippando", "quero comprar yaoi na loja e tô com vergonha", "surtando pelo shipp"... Muito eu mesmo!
Mostra muitos termos dentro desse universo, como seme e uke (que foi dito como "homem" e "mulher" da relação, o que é totalmente errado.), doujin. Essas coisas!
É um anime para quem já conhece o universo, quem nunca viu um anime na vida vai achar é doido, estranho. Porém, quem já tá nesse limbo sem volta que é yaoi, vai rir, se identificar e ficar com um gostinho de quero mais. Espero que façam mais desse anime. Uma segunda temporada. Sei lá!
Eu tava shippando tanta gente quando vi, a começar pela fujoshi e o fudanshi, o fudanshi e o melhor amigo dele, os dois amigos de infância. É muito personagem gato, muito shipp e muita fanfic brotando para conseguir escrever.
Enfim, era isso o que eu tinha para falar desse anime super curtinho, divertido. Não é o melhor do mundo, mas acho que ele cumpre a sua proposta.
Vocês podem ver o anime completo aqui.

Realizações 2017 e Metas 2018

sábado, 6 de janeiro de 2018

Assistindo, Lendo, Etc... #5: Dezembro 2017

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Olá, pessoal. Como foram de virada? Espero que bem!
Cá estou eu trazendo mais um post falando um pouco sobre o que eu assisti, li e fiz no mês passado.
Bora lá! Começando pelos assistidos...

Continuo assistindo as séries que falei no post passado: Jane the Virgin e Reign, só diminui o ritmo dos episódios.
E comecei a ver Once Upon a Time, só porque uma das meninas lá do estágio me recomendo, mesmo que ela não soubesse descrever direito a história. A série trata de nada mais nada menos do que os Contos de Fada no nosso mundo. Temos a Rainha Má que jogou lançou uma maldição que aprisionou todos no nosso mundo e só uma pessoa pode quebrar essa maldição. E  a história começa dai. E o pior é que com essa série o buraco é sempre mais em baixo. Só rola treta, ainda mais porque os episódios misturando o passado e o presente ao mesmo tempo, porque eles acham que TUDO tem que ser explicado.
Estou na Temporada 3, Episódio 10.

 No mês passado estava vendo Fate/Zero, terminei as duas temporadas e fui para a seguinte: Fate stay night [Unlimited Blade Works] Alias, fomos, porque estou assistindo ao anime com meu namorado. Como uma continuação, revisitamos os locais e até alguns personagens já mais velhos e alguns já crescidos.
Estou na Temporada 1, Episódio 7.

E estou vendo a segunda temporada de uma série que já citei aqui no blog: Good Morning Call. Não sei porque a Netflix faz as temporadas seguintes menores que a primeira.
Enfim, esta temporada se passa com a Nao o Uehara na faculdade, eles já estão juntos há um ano e meio e bem, tem coisa de dorama que nunca muda. haha Já estamos com triângulo de novo. Mesmo assim, estou gostando bastante, eu gosto muito dos atores.
Estou na Temporada 2, Episódio 6.

E com a término do estágio, aproveitei para ver alguns filmes enquanto aproveitava os momentos de tédio que tinha meses que não existiam. Na última semana de 2017 assisti a alguns filmes da Netflix como o Fica Comigo, que pensei ser um romancinho fofo, mas não é nada disso. É um filme tenso e pesado. Eu fiquei aflita quanto mais ele passava. Quem tiver um tempo veja!
E também revi um filme que tinha anos já: A Monster in Paris. Eu comemorei quando vi que este filme ia entrar no catálogo e só enrolei para assistir mesmo porque estava na esperança que fossem colocar o áudio original do filme, que é Francês. Enfim, vi dublado mesmo só para relembrar do Frankurt e de La Seine, que é a música maravilhosa deste filme. É um animação muito bonitinha e divertida.
Depois falarei melhor sobre ambas por aqui.

E bem, claro que me redi aos filmes natalinos. (Só estou impressionada de não ter visto O Grinch.)
Eu vi O Princípe do Natal e falei sobre aqui no blog. E também vi o outro filme natalino da dona Netflix: O Cartão de Natal. Achei até meio Sobrevivendo ao Natal, mas a protagonista não é tão escrota quanto o Ben Afleck. Achei o filme bem legal e bem divertido para passar o tempo. É previsível e clichê, mas vale a pena.


E bem, em Dezembro, finalmente apresentei meu TCC.
Fiquei mais nervosa que não sei o quê, mas vou parafrasear o que falei no Garota Zodíaco sobre:
"Sabe o que é você saber tudo do seu tema e quando chega a hora de falar lá na frente, você esquece de metade das coisas? Pois é!
Eu suava e por muito pouco não me mijei nas calças. Eu sabia do meu tema, mas sempre surge aquele medo de apresentação. E eu fui burra de não treinar a apresentação!
Enfim, um dos professores disse que eu não me afastei do tema, dizendo que eu deixei ele muito pessoal; falou também que minha conclusão tava confusa. No final, eles me deram um humilde e ridículo sete. Eu estou tão bolada e puta em tantos sentidos com essa nota por vários motivos, além desses argumentos pífios e também porque eu soube depois que provavelmente ele não leu nenhum dos trabalhos. Ou seja, eu fiquei seis meses escrevendo para uma das minhas notas mais importantes de todo um curso depender de meros dez minutos de apresentação onde eu tava nervosa para cacete. Parabéns, faculdade!
Conclusão: Tirei a nota mais baixa entre todos os que apresentaram comigo. Que humilhação!
Comentei isso com todo mundo e todos me disseram que tava bom, que eu tinha passado. Mas, poxa, me dediquei tanto e sofri para fazer. Sinceramente, acho que merecia uma nota melhor. E sim, ficarei falando dessa injustiça por sei lá quanto tempo."
Garota Zodiaco - 24/12


Bem, pessoal! Este foi o "Assistindo, Lendo, Etc..." referente a Dezembro.
Espero que tenham gostado! E ai? O que viram, leram ou vieram no finalzinho do ano passado?
Beijos!

Último post de 2017 + Feliz 2018!

sábado, 30 de dezembro de 2017
Olá, pessoal! Como vão?
Esta é a última postagem de 2017 no blog. E como sempre, quero usá-la para falar brevemente do ano que está acabando e desejar "boas entradas" para vocês. haha
Enfim, 2017 foi um ano muito bom. Eu conquistei muita coisa, alcancei muita coisa e espero que se mantenha assim no próximo ano. Eu farei um vídeo sobre as conquistas e minhas metas para 2018. Vai sair na semana que vem sem falta! (Era para sair hoje, mas nem consegui gravar.)
Enfim, obrigada 2017 por ser um ano maravilhoso na minha vida! Você vai me deixar saudades.
E seja bem-vindo 2018! Renove as energias e os pensamentos para a gente poder ter mais uma chance para ser o melhor de nós mesmos!
Alias, gente, Feliz Natal atrasado também. haha (Meu Natal não foi lá essas coisas, espero que o de vocês tenha sido melhor.)
Agradeço por acompanharem o blog por mais este ano e que possamos continuar no ano que vem né? Prometo manter o ritmo e trazer algumas coisas novas.
É isso! Até 2018! 
E fiquem com a placa especial que eu sempre faço. :3