Project MC² (Série Netflix)

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Olá, pessoas! Como estão? Eu espero que bem!
Vim falar um pouco sobre essa série que comentei no último top 5, que foi sobre as Séries Desconhecidas da Netflix. É o Project Mc².
Naquele vídeo eu falei brevemente sobre a série, mas realmente só aqueles dois ou três minutos do vídeo não são suficientes para falar dessa série maravilhosa.
Foi uma das primeiras séries originais da Netflix que eu assisti, ainda durante o primeiro mês grátis. É uma série infanto-juvenil, com todo o guilty pleasure da qualidade um pouco duvidosa.
A série se passa na cidade fictícia de Maywood Glenn. Onde a agente da Nov8, McKeyla McAlister, vai a cidade para uma missão e lá acaba conhecendo três meninas: Adrienne Attoms, Camryn Coyle e Bryden Bandweth. (Perceberam a coisa meio marvel?)
E as quatro acabam se juntando para uma missão espacial de um princípe e onde ele se mete num sequestro e quase assassinato.
E essa é só primeira missão delas. É um misto de Três Espiãs Demais e de As Super Agentes. Tanto que no vídeo falei que lembrava e muito o meu livro.
Enfim, eu contei um pouco da primeira parte / temporada. Na netflix já temos seis partes. E da primeira para essa última aconteceu muita coisa.
Entram novas personagens, como a Irmã da McKeyla, a Ember e a Devon.
E os legal dessa série é que as personagens são super ultra nerds. E cada uma tem sua habilidade. Tem a que constroi as coisas, a que é a hacker, a que faz as químicas, a das plantas. Cada uma é importante nesse quesito. E tipo, a série não trata isso como uma coisa ruim, mas sim como algo legal sobre elas. Elas são inteligente e são completamente capazes de resolver todas as missões, umas ajudando as outras.
A série é bem divertida e leve, daquelas que a você pode ver sem se preocupar em ficar pensando num enredo complexo e que quebra a sua cabeça. Acho que tem que existir séries desse tipo, em que você só senta e curte, sem pensar muito. E vale a pena! E mesmo assim a série mostra muita coisa legal!
A minha favorita é a Adrienne, depois da McKeyla e depois a Ember. Mas, eu gosto de todas também!
E eu sei que o nome da série é referência a Albert Einsten, não precisam me dizer. E claro, brincando com o nome da protagonista McKeyla. hahha
É daquelas séries que ninguém conhece, que ninguém comenta, mas que super vale a pena assistir.
Recomendo e muito Project Mc².

Top 5 #40 (Kyon #43): Crianças de Anelândia

sábado, 13 de outubro de 2018

Olá, pessoal! Kyon aqui! Como vão? Espero que bem!
Enfim, ontem foi dia 12 de outubro e foi Dia das Crianças - e também aniversário da vó materna da minha protegida.
Então, resolvi comemorar a data tardiamente trazendo um top 5 bem legal. Vou escolher minhas crianças favoritas de Anelândia. Pois é, lá é uma terra de todas as idades de personagens.
Então, vou listar meus favoritos para vocês. Bora lá!

5- Mariano e Floriano - Ceci Iara
Esses personagens são nada mais nada menos do que Saci e Curupira da mitologia brasileira. Tem como não amar esses dois moleques travessos?
Eles foram adotados pela sereia Iara depois da crise que fez as figuras mitológicas serem obrigadas a se esconder.


4- Lorranah, Natalia, Luciana, Evelyn, Yui e Yuri - As Super Agentes
Por que não né? Esses são os filhos das amadas Super Agentes.
Temos as meninas e temos os gêmeos que são filhos da Nise.
Elas são mais importantes nos livros mais para frente. Até porque elas são tipo a 2º geração!


 

3- Kyousuke, Akira e Takumi - O Diário da Escrava Amada
Eita livro para ter criança esse DEA. hahha A coisa que mais acontece nesse livro é nascer criança.
Os nomes que listei são os filhos de Minami e Minori com o Koishiro; e o nosso neném Takumi, filho de Kazuko e Makoto. Na foto, é o Takumi adolescente.

2- Ana e Elis - A Magia para Voar / Eric - A Filha do Conselho
Sempre tem um tópico com mais de um né? Alguém acabou me ensinando isso! haha
Enfim, Ana e Elis são de um conto em que os personagens são inspirados na minha protegida e no seu irmão. E não sei se sabem, mas foi uma das primeiras histórias que ela criou.
O segundo é o filho de Caterine e Will, protagonista da continuação O Neto do Conselho. Eu amo o menino Eric!

1- Anelise, Camilly e Joenize - As Super Agentes
E por que não seriam elas?
Nossas amadas meninas e que passam a vida toda praticamente juntas. A história começa com elas ainda crianças até elas virarem adultas. Mas, sempre serão aquelas três meninas que foram separadas da família para serem treinadas como Agentes.

Então, pessoal, esse foi o Top 5 de hoje.
Espero que tenham gostado. E Feliz Dia das Crianças atrasado para vocês! =D
Até a próxima!
Beijos do Kyon!

Uma coisa muito pessoal

terça-feira, 9 de outubro de 2018
Fonte da imagem: Novo Nerd

Tem uma coisa que eu sempre falo em relação a minha escrita: Eu escrevo para mim!
Escrever para mim sempre foi algo muito natural e até muito pessoal. E tem tanto tempo que eu o faço que se um dia eu parar, acho que uma parte de mim vai embora junto.
Imagino as incontáveis vezes que eu queria desistir, jogar tudo para o alto, mas ai tem um problema: Não consigo mais me ver sem escrever, sem dar vida as coisas, já é uma parte importante de mim.
Escrever é algo que me envolve por inteira. Eu vivo a minha escrita, eu faço parte dela, eu sou amiga dos personagem, vivo a história dele junto deles.
Eu tenho isso de estar imersa na minha história e se eu não estiver, pode ter certeza que eu não continuar. Eu sou assim!
Desde sempre, escrevi as histórias que eu gostaria de ler e não encontrava, ou melhor, as histórias que surgiam em mim e queriam sair de alguma forma. É sempre assim com qualquer coisa nova!
Deve ser por isso que cada crítica um pouco mais pesada acaba me derrubando. Uma crítica a minha escrita é quase uma crítica a mim mesma e sim, eu fico sentida. Não é mentira e nem novidade para ninguém. Eu me sinto o pior lixo do universo, sinto que não sirvo para isso, que eu tenho que procurar outra coisa, que eu devo desistir. O desânimo vem, é normal. E ele passa também.
Escrever é algo muito profundo, algo que me liga a mim mesma. É um momento em que me sinto bem, que me sinto completa.
É pessoal, muito pessoal!
Deve ser por isso que, apesar dos pesares, dos momentos ruins, dos bloqueios, da críticas, da vontade de desistir, eu sempre continuo.
Eu não sou eu se não escrever!

Fonte da Imagem: Beco do Poeta

   

Assistindo, Lendo, Etc... #14: Setembro 2018

sábado, 6 de outubro de 2018


Olá, pessoal! Como vão? 
Eu espero que bem! E voltamos a programação normal do blog, após aquele mini desabafo que eu postei, que dá para ler aqui.
Mais um mês começando e com ele trago novamente a atualização das minhas séries, filmes, livros e músicas para vocês, mais conhecido como "Assistindo, Lendo, Etc...". Como sempre, são referentes ao mês que se passou, então é o consumi em Setembro.
A começar pelos filmes, eu até vi poucos novos. Acabei reassistindo alguns filmes e eles não boto por aqui. Eu assisti Next Gen, que é legal, mas acaba lembrando Big Hero 6 e também a menina protagonista meio chata, gostei foi do robô mesmo.
Também vi o documentário O Verdeiro Miyagi, que é sobre o karateca que inspirou o Miyagi de Karate Kid. Alias, ele era o dublê do filme original. Ai, gente, como esse documentário tem só duas estrelas??? Assinantes da Netflix, cês vão tudo se fu. É isso!
O terceiro (e último dessa lista) que eu vi foi Sociedade Literária e a torta de casca de batata. É um filme até bem simples, mas carregado com tanta coisa. Admito, amei mesmo.


Quanto as séries...
Terminei de assistir a terceira temporada de Super Girl ontem e estou sofrendo pelo Mon'el mozão de novo. Mas, foi uma ótima temporada!
Reassisti alguns episódios de uma das minhas séries mais amadas: Forever. Alias, o meu sofrimento é que essa série foi cancelada com apenas uma temporada. E amo os personagens o plot e tô postergando para adiar meu sofrimento por nunca poder saber o final da história a não ser que eu faça fanfic.
Na semana passada estreou a terceira temporada de The Good Place e que saudade que eu tava série. É uma série de comédia e super divertida. Os personagens vivem o dilema de serem boas ou más. Como essa série sai semanalmente na Netflix, estou só no Ep 2, Temporada 3.
E claro continuo assistindo a The Walking Dead com meu namorado. A gente tem essas coisas de ver série junto. As vezes a gente maratona alguns episódios nos finais de semana. Estamos da Temporada 6, Ep 6.
E estou a louca de reassistir a série velhas. Tô revendo uma série da minha adolescência: Zoey 101.
E sim, estou sofrendo tudo de novo pelos meus crush ainda não superados no Chase e no Logan. E claro, confirmando meu amor eterno pela melhor personagem dessa série: Quinn. Podem deixar que vou fazer um post sobre essa série aqui no blog. Estou na Temporada 2, Ep 11.
 




Quanto aos álbuns.
Esse mês passado, no finalzinho, saiu o novo álbum da minha diva maravilhosa Minori Chihara: SPIRAL. E nem preciso dizer que tá incrível e maravilhoso. Eu espero mais de dois anos e esse álbum pegou o anterior e deixo para trás.
Teve single novo da Nana Mizuki: Wonder Quest EP. E tá maravilhoso também. Nana arrasa! Destaco a música Want you want.
Por último, porém não menos importante, tem o single da Asami Imai: World Line. (Que saiu uns meses atrás e nem tinha ouvido ainda.) Outra seiyuu que eu amo e sou suspeita para falar.


E aqui no blog, tivemos a resenha do Pansy, que é uma original yaoi que ajudei lá no catarse. É só o primeiro volume da série, mas eu amei muito e quero saber mais desses dois.
Vocês podem ler a resenha aqui.

Quantos aos livros lidos, eu tô numa pequena abstinência de leitura. Não pequei nada para ler, além de reler o Pansy, que saiu resenha.
Participei de uma oficina de Aprenda a Vender sua arte e que foi muito legal, mas foi mais sobre isso lá no Garota Zodíaco. Ao final ganhamos um livros do dinamizador Bruno Black. E lá também comprei o livro A boneca Abayomi e a Fada Luz Divina, que foi feito de forma artesanal pela autora. Ele vai ganhar resenha no blog em breve. Fiquem de olho!


Enfim, pessoal, esse foi o "Assistindo, Lendo, Etc..." em relação a Setembro e início de Outubro um pouco né?
Espero que tenham gostado. E vocês, o que consumiram nesse último mês?
Comentem ai!
Até a próxima!

Pequeno desabafo: Desânimo com o Blog

terça-feira, 2 de outubro de 2018
Olá, pessoal! Como vão? Eu espero que bem!
Saindo um pouco da programação normal do blog para fazer um pequeno desabafo a vocês. Alguns podem até ver como bobeira ou até não, mas enfim... Eu estou desanimada com blog!
Acho que vocês não devem ter muita ideia do quanto eu me dedico a esse blog.
E não é uma situação que me pegou ontem, tem pelo menos uns dois meses. Tentar ter ideia para postagens e também fazê-las.
Acho que a minha vida de maneira geral tá nessa mesma vibe. Tô recém-formada, procurando emprego e não acho nada. Enquanto isso tento me dedicar ao que considero como trabalho, como o blog e os menus livros. Porém, o retorno é pouco! Pelo menos se for comparar com antes.
Este blog tem média de 1000 visitas mensais, é um blog pequeno, mas eu já tive 1500 em alguns meses. E esse número meio que caiu do nada.
Eu fico me perguntando se eu tinha mudado alguma coisa no blog que diminuiu as visitas. Mas, tecnicamente, o tipo de postagens do blog não mudou. Apenas criei tipos de postagens fixas para que ficasse mais fácil de postar.
Admito que também tenho um pouco de culpa nisso, eu praticamente não tenho visitado outros blog e comentado. Sei bem, como blogueira tem mais de 10 anos, que isso ajuda e muito.
Tento trazer um conteúdo e diferente para o blog, mas acho que isso acaba sendo tão nicho que a mantém o blog pequeno. Enfim, são coisas que eu fico matutando e tentando procurar uma explicação para as coisas.
O irônico é que as postagens mais vistas desse blog são as de 2011 a 2013, quando eu nem me dedicava tanto aqui assim. Deve ser coisa da minha vida mesmo, é só que me empenhar em algo que essa coisa vai mal das pernas. Posso listar várias coisas que são assim.
Enfim, podem pensar que é drama mesmo e "Nossa, ela té fazendo post no blog para isso?".
Eu realmente gasto um tempo considerável para manter este blog e eu gosto muito de escrever aqui. Me faz bem!
E acho que faço coisas muito legais aqui, então eu gosto de divulgar, mas não me dá retorno. E ver tanto trabalho praticamente ser jogado fora me desanima muito.
Principalmente os vídeos, onde perco tempo gravando e editando e vou lá e pego duas visualizações.
Acredito que seja uma situação que me pegou na vida mesmo, como disse acima. Eu estou desanimada com os meus próprios livros.
Porém, prometo continuar me dedicando, porque eu sei que vou reverter este quadro.
Era isso que queria falar. Voltamos a programa normal no próximo sábado.
Beijos!

Top 5 #39: Séries "desconhecidas" Netflix (Vídeo)

sábado, 29 de setembro de 2018
Olá, pessoal! Como vão? Espero que bem!
Ca´estou eu trazendo mais um Top 5 em vídeo, dessa vez falando sobre séries desconhecidas da netflix que são minhas favoritas.
Espero que gostem!
Até a próxima e fiquem com o vídeo.

Música #12: Celtic Woman

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Olá, pessoal! Como vão? Espero que bem!
Cá estou trazendo mais uma postagem sobre música aqui no blog. Já disse que amo fazer nesse novo formato? Assim, vocês conhecem e eu descubro mais coisas sobre os artistas ou grupos que eu falo aqui. E o grupo escolhido de hoje é Celtic Woman.
O grupo irlandês de música celta surgiu em 2004, com as membros Chloë Agnew, Órla Fallon, Lisa Kelly, Méav Ní Mhaolchatha e Máiréad Nesbitt.
O grupo tem uma grande rotatividade, então as membros atuais são as vocalistas Máiréad Carlin, Megan Walsh, Éabha McMahon e a violinista Tara McNeill.
Elas lançaram um álbum intitulado Celtic Woman em 2005. Depois deles vieram os álbums A Christmas Celebration (2006); A New Journey (2007); The Greatest Journey - Essential Collection (2008); Song from the heart (2010).
Conheci o grupo no meio das minhas descobertas de Folk. Elas cantam um misto de folk, de pop. Elas seguem até um estilo de música clássica mesmo. E sem contar que os vocais de todas são incríveis!
Mas, vou apontar duas músicas que tenho certeza que foram as primeiras que ouvi. Foram I See Fire Tír na nÓg que é feat com a Oonagh, que eu já falei nesta sessão, dá para ver aqui.

E depois vieram os álbuns  Believe (2012); Home for Christmas (2013); Emerald Musical Gems (2014);  Destiny (2014); Voices of Angels 2016 e o último foi o Homecoming - Live From Ireland (2018).
Admito que elas são um grupo que eu curto e muito, mas estou naquela idade que é meio dificil se tornar de fã de alguma coisa. Mas admiro e muito as músicas delas.
E elas fazem covers maravilhosos de algumas música, como esta de You'll be in my heart do filme do Tarzan.

E uma outra coisa bem legal que elas fazem é o 1 Mic, 1 Take e elas fazem covers lindos de música famosas. (No meu mundo isso se chama Unplugged version, mas ok!)
E tem essa incrível da famosa música tema de Titanic: My Heart Will Go On.
Se vocês quiserem conhecer melhor sobre o grupo, tem uma playlist delas no Spotify, o This Is Celtic Woman.
Já fiz várias sessões de escritas ouvindo as músicas delas. São um folk mais calminho, porque eu preciso de vez em quando.
E vocês, conheciam as Celtic Woman? Se não, gostaram de conhecer?
Espero que tenham gostado da postagem!
Até a próxima!