Precisamos falar sobre... #1: Livros de Youtubers

terça-feira, 7 de junho de 2016

Olá, pessoal! Inaugurando uma nova categoria de postagem fixa aqui no blog. Então, vou explicar tudo bonitinho para vocês.
O "Precisamos falar sobre..." vai ser o tópico de discussão e de desabafos para assuntos que me incomodarem e muito e eu realmente sentir necessidade de falar. Não será nada pessoal! Pelo menos não na maioria das vezes. (Deixa os momentos ruins para o "Sessão Desabafo").
Eu vou puxar o tema que veio a minha cabeça e expressar a minha opinião. Não que ela seja a certa ou a errada. Apenas minha mesmo!
Mas, calma, eu não serei preconceituosa e nem nada disso. Esforçarei-me ao máximo para evitar.
Então, sem mais delongas, bora logo falar sobre este primeiro assunto: Livros de Youtubers.

Umas semanas atrás, o Felipe Neto, postou um vídeo falando sobre Livros de Youtubers. (Vou deixar no final do post.) E sim, eu sei que ele foi o primeiro youtuber a publicar um livro.
Fui assistindo ao vídeo e sinceramente, eu tive que concordar com ele.
Ele disse exatamente o que eu penso sobre o mercado editorial com essa enorme leva de livros do mesmo gênero. Que são editores que estão vendo que este tipo de livro vende que nem água e estão investindo pesado nisso, porque sabem exatamente que o retorno virá.
Temos jovens de 15/16 anos lançando livro e tem o Issac, que é criança e lançou dele também. (Não quero dizer que a ideia importa. Porque tem a Adrielli Almeida e ela tem só 17 anos e vai pro segundo livro já. Beijos, sua linda!)
Mas, a grande questão é: E o conteúdo destes livros? Será que são bons mesmo? Ou será que tem algo de relevante? Tudo bem que esses livros estão contagiando novas pessoas a ler e isso é válido.
Então, vieram acontecimentos polêmicos.
O primeiro deles foi o do livro do Japa, onde ele sequer se deu o trabalho de revisar o livro (e provavelmente nem foi ele mesmo que o escreveu) e também contou detalhes muito íntimos dele com a ex-namorada, sem nem que ela soubesse disso. Quando isso vazou, vocês já imaginam a merda que deu. E ele ainda usou escritor fantasma!
E também tem uma outra, e olha, sei que serei quase trucidada pelo que falarei aqui...
Não sei se conhecer a história da Lorena. Ela teve câncer e o sonho de ter um canal de sucesso no youtube. Ela publicou um vídeo simples e todos se comoveram e acabou que a menina pegou 1 milhão de inscritos em alguns dias. Tudo bem até ai! (Eu tenho visto muito o canal da menina. Porque ela joga Minecraft e nem curto tanto assim.)
Então, semanas atrás, ela divulgou no canal dela que vai sair o livro dela. Ai eu fiquei: peraí, como assim? Ela tem meses de canal e já vai lançar livro.
Obs: Até capa o troço já tem. É sério! Olha aqui!
E isso me incomodou de uma forma absurda que vocês não ideia.
Eu não tenho nada contra a Lorena, de verdade. E ela vai ter muita coisa para contar neste livro, ou não. Depende de como fizerem.
Só que acho que é cedo demais para tal, cara, acho que ela tem só uns 3 meses de canal e já vai lançar livro?
Sem sombra de dúvidas isso foi algum editor que, vendo o lucro fácil que teria, resolveu se aproveitar do sucesso e da história dela.
(Também tem o livro da Mandy Candy, mas a Mandy é bem mais velha e ela é trans, então imaginem o quanto este livro não será bom. Eu gosto dela!)
O que chateia é me ver aqui como autora e ver todos os outros autores. O quanto a gente trabalha e batalha para escrever nossos livros e o quanto tem gente que demora para conseguir uma editora. Até como o processo de produção de um livro que vão além do simples fato de escrever.
E sei bem que levam meses e mais meses para produzir isso.
Só que agora, esses livros de youtubers estão sendo feitos e vendidos que nem água. E é isso que me incomoda.
Editoras mercenárias e extremamente capitalistas e também youtubers sem conteúdo e sem conhecimento algum para escrever o seu livro. E o pior de tudo? Essa porra vai vender, por mais merda e inútil que seja.
Enquanto isso, autores que se dedicam e muito para escrever, se veem sem mais esperança ainda. Ser autor já difícil por si só, mas ver coisas assim desanimam ainda mais.

E então, o que vocês acham sobre este tema? Só falar ai em baixo!
Até a próxima!

2 comentários :

Gislaine Oliveira disse...

Oii Ane, tudo bem????
Assunto delicado né?
Eu não vejo problema em um youtuber lançar um livro. Afinal, um autor pode ser um youtuber também. Assim como nós somos blogueiras.
E tem livro legal sendo lançado. Livro de literatura mesmo e não essas pseudo biografias.
O que me incomoda mesmo, é essas ditas biografias. Tipo, o moleque tem 5 anos, ele tem o quê para contar meus deuses? Quero dizer, com 5 anos, eu já havia passado por muita coisa, mas seria mais lógico se minha mãe então fizesse uma né? Porque as coisas que eu passei até essa idade, tinham respeito a ela, a família. Eu com essa idade comia terra. KKKK
Mas essas criaturas acham que já viveram muito e tem muita coisa a contar. Avá!!!!!!
Mas no caso de Lorena, eu acho justo. Não conheço ela, nunca vi nada dela. Mas ela lutou contra uma doença, acho bacana contar isso sabe? Acredito que pode ajudar muita gente.
E não vejo problema em o canal ter poucos meses. Porque a superação e a doença (que acredito que serão temas do livro) independem do canal.
Mas é chato mesmo as autoras investindo nestes Felipes e Japas da vida.
Só que sabe de verdade o que eu acho?
Eles não tão investindo porra nenhuma na verdade.
Porque eles pagam um pouco ali para o revisor (quando muito), um pouco para o capista e pum. O livro vende que nem água. Vende mais que água. É venda certa sabe?
E Editora também precisa do lucro. Então se o negócio vende, eles produzem.
Só que eu acho bem complicado, tipo, se eu tivesse um editora, jamais deixaria que o nome dela fosse associado a um moleque que não respeita as pessoas ou coisas do gênero. Teve até livro estimulando o estupro. Livro lançado por uma grande editora. Eu quero distância desses editores.
Mas querendo ou não, também é uma forma de trazer dinheiro para o mercado. Ok, eu acho errado a forma como isso está sendo feito. Mas .... eu não tenho uma editora :P
Um beijão
https://profissao-escritor.blogspot.com.br/

Ricardo Biazotto disse...

Ainda não assisti a esse vídeo do Felipe Neto, mas em uma crise como a que vivemos, penso que as editoras, sendo empresas que necessitam de lucros, precisavam encontrar alguma forma de não saírem prejudicadas. Muitas editoras fecharam as portas (veja a Cosac Naify, que não me deixa mentir) nos últimos anos, então penso que realmente isso foi um mal necessário. E inclusive isso é uma forma de outros escritores, que vivem de fato disso, possam também publicar suas obras. Não lembro exatamente qual editor (ou foi escritor?) explicou isso. haha
A questão do conteúdo é realmente complicada, mas tem livros bons também sendo publicados. Embora não tenha lido, aposto as fichas em "Blasfêmia", que tem a coautoria da Pathy dos Reis. Aliás, quero muito ler esse. haha

Beijos,
Ricardo - www.overshockblog.com.br