Resenha #19: Os Sonhos de Rita

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Trazendo a primeira resenha do ano para vocês. Dessa vez é de mais um livro de Booktour, que começou no ano passado: Os Sonhos de Rita, da maravilhosa Gih, para os íntimos. Ou Gislaine Oliveira, para os não íntimos.
E começo dizendo que eu gostei bem mais desse livro do que o outro dela que eu li: Justa Causa.
Explicarei as razões abaixo, após a sinopse!

Sinopse: Prever o futuro em sonhos era um dom divertido para Rita. Até ela sonhar com o próprio casamento, cujo noivo não é Felipe, seu amado namorado. Ao saberem disso, os dois partem junto com os amigos numa jornada para mudar esse cruel destino. Mas tudo se complica quando Rita conhece Thiago, o noivo.
"Minha vida tinha se transformado numa tentativa desesperada de não perder Rita. Nem mesmo por um segundo." - Felipe.

O livro conta a história de Rita, uma menina de 17 anos que tem o dom de ver o futuro através de sonhos. Sonhou que conheceria seu atual namorado, Felipe. Também sonhou com a chegada de uma madrasta e também com a saída dela. Ela levava tudo o que sonhava como um dom que foi lhe dado para coisas boas. Até que, ela sonha que vai se casar, porém é com outra pessoa que não seu namorado. A história já começa dai e só tende a piorar.
Rita imediatamente conta do sonhos para os amigos e o seu amado. E todos juntos tentam pensar em alguma solução para a situação. Principalmente Felipe.
A relação deles não é muito bem aceita pelos pai de Rita e pela mãe de Felipe. Ambos acham que os filhos merecem algo melhor.
Eis que depois de sonhar diversas vezes a mesma coisa, Rita consegue ver finalmente o rosto do seu noivo. E no dia seguinte, Thiago aparece. E dai para frente a coisa só desanda.
Admito que li um capítulo do livro e por ter acompanhado o lançamento deste livro praticamente, minha curiosidade foi maior e eu sim, espiei no último capítulo. Desculpa, Gih!
A curiosidade matou o gato! Mas o final não poderia ter me deixado com menos vontade de bater na Rita? Vou puxar para uma conversa séria comigo!
No começo até tinha um pouco de raiva do Felipe, porque ele era um pouco possessivo com relação a Rita. Mas, depois, eu não pude deixar de ficar com pena dele e não culpá-lo mais. Ele só fez isso por conta da imaturidade e de seu amor por Rita. Ele realmente queria ficar com ela, custasse o que custasse. Mas a própria namorada dele fez as coisas ficarem estranhas entre eles.
O Thiago era um menino legal, não posso culpá-lo por ter se apaixonado pela Rita também, já a bendita simplesmente não tirava os olhos dele. Ele é fofinho! :3
Mas, para mim, os melhores personagens são justamente a Matilde, a cartomante, e o gato dela, Dimon. Só amor por esses dois! Aparecem poucas vezes, mas as vezes que aparecem. Tipo, o cara que vendeu o veneno pra Julieta. Pois é, uma "pontinha" importante.
Acabei me lembrando sem querer de As Visões da Raven durante a leitura do livro. Rita sofre do mesmo mal da Raven. Ela vê um futuro e ao tentar evitá-lo que ela o faz acontecer.
E por ainda não saber como o seu dom funcionava que a Rita também cometeu erros. Suas escolhas culminaram no futuro que ela enxergou, assim como Matilde lhe disse: Você tem o poder de mudar o futuro. (Ou algo assim!)
Apesar do final não ter sido o que eu esperava, gostei dele de alguma forma. Ainda foi bonitinho! Mais pelo Felipe senpai. Vem, Felipe, eu te consolo.
Só não conto mais porque senão acabo contando o final.
A edição tava linda, as páginas todas bonitinhas. E eu "comi" metade do livro em uma noite, por conta da vontade de ver a treta e também da escrita super fluida da Gih. A gente vai lendo e lendo, quando percebe acabou o livro!
Enfim, recomendo o livro sim. Uma leitura para relaxar e também para pensar sobre as nossas escolhas na vida.

2 comentários :

gih disse...

Awon Ane <3 Fiquei tão feliz com essa resenha =D Que bom que você curtiu <3
Ahahahah, como eu já disse, também tenho peninha do Felipe, mas a vida tem dessas kkkkkkk
A Matilde e o Dimon são demais né? Deu até vontade de fazer um conto só para eles agora hahhaha.
E você leu o final sua sem vergonha????? kkkkkkk
Beijooooos
http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

Ricardo Biazotto disse...

Não conhecia o livro, mas todos os títulos que servem para relaxar e ao mesmo tempo refletir devem ser levados em consideração. Mas confesso que o mais curti foi a ideia do livro. Não sei se esse é o foco, mas eu imagino uma história bem engraçada. kk

Beijos,
Ricardo - www.overshockblog.com.br