Resenha #17: Tsumitsuki

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Mais uma resenha aqui no blog. Ou vi um "até que enfim"? haha
Dessa vez falarei sobre mais um mangá oneshot/volume único, porque eu simplesmente amo!
O de hoje é Tsumitsuki - Espírito da Culpa.
Primeiro a sinopse, depois falo sobre.

Sinopse: Takada Chinatsu se mudou para uma cidade onde tem uma lenda sobre demônios chamados tsumitsuki, que possuem os sentimentos de culpa que uma pessoa tem em seus pecados. Aqueles que foram possuídos tem os seus corpos e mentes devorados na medida que os demônios se manifestam. Uma das amigas de Takada começa a agir de forma estranha e um colega de classe, Kuroe, aparece para ajudar? mas os seus verdadeiros motivos estão escondidos atrás de uma máscara.

Tsumitsuki conta várias histórias de pessoas diferentes que por conta de carregarem uma culpa por seja lá o que for, acabam se tornando hospedeiras do Tsumitsuki, que se alimenta da culpa que sentem, e consequentemente, viram um depois disso. Elas perdem a consciência e controle do próprio corpo e se não forem detidos ocorrerá uma matança. Eis ai que Kuroe entra, ele é um caçador de tsumitsukis. Pode-se dizer que ele é um youkai, porque ele tem cabelos prateados.
Cada capítulo conta a história de uma pessoa que está sofrendo a transformação de um tsumitsuki. E os tipos de culpas que cada um carrega são as mais variadas. Desde não conseguir salvar alguém, a um relacionamento proibido, trauma de infância. As histórias são profundas e alguns momentos até pesadas. Cada capítulo carrega o nome do personagem que sofrerá a transformação.
Mayu Shinohara sentiu a culpa de não ter salvo uma amiga que virou Tsumitsuki e está prestes a se tornar um.
Miki Mochizuki carrega a culpa de se relacionar com um professor de sua escola.
Makoto Asakura carrega a culpa de um abuso que sofreu na infância e que inclusive matou o seu irmão.
Chinatsu Takada fecha o ciclo com a culpa de não conseguir fazer nada pela Mayu.
Mas acho que o capítulo que mais gostei foi da história do Kuroe, que é o capítulo zero. O mais legal foi mesmo descobrir como ele virou um caçador de tsumitsukis e também ver que tem um tempão que ele tá nisso.
É um mangá de terror, mas eu não fiquei assustada quando li. Acho que mangás fazem isso comigo. Se fosse essa história em anime, com certeza teria medo. O som ajuda bastante!
O mangá tem bastantes cenas violentas, mas que fazem parte mesmo. Os desenhos são maravilhosos. É do mesmo artista do Another e também do Só você pode ouvir, que já resenhei também.
O ponto forte do mangá foi a mitologia e o Kuroe. O Kuroe é demais gente!
Quem gosta de um pouco terror e de mitologia japonesa é super recomendado!

1 comentários :

gih disse...

Oii Ane, tudo bem??? Adorei conhecer esse mangá <3 Adorei a premissa, acho que iria gostar muito =D
E gostei mais ainda que é volume único hahah, pois como eu já te disse, acho mangá uma coisa muito cara para colecionar uma história com 15 volumes :P
E nem me fale em Só Você pode me ouvir. Não vejo a hora de comprar esse :)
Aqui na minha cidade, chegou um box Hentai muito lindo, com três mangás :) Quero ver se compro hahahah. Sim, sou dessas, não gosto de hot, mas gosto de Hentai. Vai entender???? Hhahahhaha
Beijooos
http://profissao-escritor.blogspot.com.br/