Dicas para escrever: Ortografia e Sintaxe

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Quem quiser ler os dois anteriores só clicar aqui e aqui.
Então, chegamos a terceira parte da dicas.
E escolhi dois tópicos para hoje e, como todos os outros, são de grande importância quando se vai escrever. E sem dúvidas, é a parte em que eu sou mais chata.

Ortografia

Literalmente falando, ortografia é a forma correta de se escrever as palavras. Saber que é com z, ss, c, ç ou se tem acento. Coisas assim!
Não é necessário ser um super expert nisso. Basta apenas saber o básico, que são as palavras que mais usamos nos nossos dias.
E em alguns casos, daquelas palavras que tem três grafias diferentes para o que se quer dizer.
Mas não é um bicho de sete cabeças, nada que uma pesquisa não ajude.
E lembrem-se de sempre prestar atenção e não acabar escrevendo errado.
Alguns exemplos de palavras que erram muito:
   1- Mas - sinônimo de porém, usado quando a ideia for contrária a anterior; Mais - indica quantidade.
   2- A gente - nós; agente - agente secreto, 007, uma super agente (haha).
   3- conserto - ato de consertar quando algo quebra; concerto - apresentação musical, show.
Não precisa ser um dicionário ambulante.
Caso haja dúvida, basta jogar no tio google da forma que você acha que é. Se ele te corrigir, a grafia está errada. Eu sempre faço isso quando bate a dúvida!
Se estiver sem ter como pesquisar na hora, escreva a palavra da forma que acha que é e coloque um "(?)" depois da palavra. Isso indica que não há certeza de que aquela palavra está escrita de maneira correta. E sim, também faço isso!

Sintaxe

Este é um tópico que quase anda de mãos dadas com o de cima, porque algo pode ficar muito mal escrito tanto por falta de ortografia quanto por falta de sintaxe, ou coesão e coerência, melhor dizendo.
Sintaxe é o estudo das funções que as palavras exercem nas frases/orações. Vou dar uma pincelada nos pontos principais.
   Frase: Qualquer período (letra maiúscula até o ponto final) com sentido completo, sem necessidade de verbo. Ex: As belas praias do Rio de Janeiro.
   Oração: Qualquer período com sentido completo e presença de verbo.
Ex: A menina ficou doente.
   Sujeito: Aquele que pratica a ação.
   Predicado: A grosso modo - o resto da oração. Onde ficam o verbo e complementos.
Toda oração, maioria delas já que temos os verbos intransitivos, é formada por Sujeito + Verbo + Complemento. E não se pode separar esta estrutura. Então nada de vírgulas que separem sujeito de predicado em. Se for para colocar algum elemento deslocado que seja um complemento que poderia até não existir na oração.
Ex: No chão, a menina caiu.
Dá muito bem para tirar esse "no chão" e continuamos entendendo.
Não vou poder ficar falando de todas as regras e análises da sintaxe, senão isso aqui não acabaria nunca. Peguem o livro de gramática ou livro da escola de vocês e deem uma olhada em formação de orações, os elementos dele, as vozes que ele pode ter.
Só estudando e escrevendo que você poderão melhorar a escrita. Tentativa, erro e estudo.

Bem, pessoal! Por hoje é só isso. Espero que tenham gostado.
Já sabem, né? Qualquer dúvida é só perguntar.
E não levem estas dicas como uma ajuda e não como obrigação!
Beijos!

2 comentários :

gih disse...

Oiii Ane, tudo bem? Adorei seu post. Confesso que n mando tão bem quanto eu gostaria no português. Mas chegamos lá algum dia. hahahah. Mas mais, quando é mas e agente é de doer de mais. kkkk. Mas acho que o que mais me incomoda, são palavras com letras erradas. siúmes, sidade, e por aí vai.... Sim, conheço gente que escreve assim. Que dó. :3
Beijoooos
http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

Francine Porfirio disse...

Gostei muito da sua dica, flor! Acredito que a sintaxe seja o mais complexo para quem já tem dificuldade em escrever. Mas você explicou de um jeito simples e até fácil para entender… O que prova que sabe do que está falando, haha.

Beijos, flor!
http://www.myqueenside.blogspot.com