Resenha #23: Rainy Day (Dia Chuvoso)

sábado, 9 de abril de 2016

Hoje farei mais uma resenha de conto e este conta como um aquecimento para minha leitura do primeiro livro de Suzumiya Haruhi no Yuutsu (A melancolia de Suzumiya Haruhi).
Um dos meus animes favoritos veio de uma light novel. Acho que até demorei demais para decidir ler.
Como não temos tradução e nem o livro oficialmente em português, o Sos Dan BR traduz as novels para a nossa língua. E posso dizer que eles fazem muito bem!
Decidi começar por esse conto, que se passa antes da parte principal, quando Kyon (já sabem de onde tirei o nome) era um estudante do ginasial.
Sem mais delongas, a sinopse e depois a resenha!

Sinopse: A historia se passa antes do Kyon sequer imaginar que a Haruhi exista. Nesta história, a personagem em foco é a Sasaki, a amiga de infância do Kyon…

Eu não sei o fetiche que o Tanigawa Nagaru, o autor, tem com chuva. Tem esse conto e mais um roteiro que foi escrito exclusivamente para um episódio da primeira temporada: Qualquer dia na chuva. (Provavelmente resenharei também.)
Essa história num dos dias do final de verão, quando Kyon retorna para o último semestre como aluno do ginasial. Alunos estão aproveitando a última aula na piscina, já que quando o outono chegar, ela não será mais usada.
Kyon está sentado na sombra, esperando sua roupa secar, quando Sasaki sai da piscina e senta do lado dele. E dai vai se desenvolvendo diálogos que nos apresentam a Sasaki. Uma menina muito madura, otimista, inteligente e sonhadora. Ela se tornou amiga de Kyon apenas naquele ano.
E durante o conto nós vemos que o Kyon sempre foi aquele cara, meio apático para qualquer coisa da vida. Desanimado com os estudos e até os colegas de classe. Sasaki é a única amiga que ele tem.
Eles fazem cursinho preparatório juntos. Sempre vão de bicicleta, Kyon pedalando, Sasaki na garupa.
Eis que eles são surpreendidos com uma tempestade torrencial de final de tarde. São obrigados a se abrigar embaixo de uma marquise.
O mais legal do conto é que o "Kyon de agora" conta essa história. Então, ele acrescenta algumas coisas que não percebera antes. Exemplo: Em como a Sasaki era diferente das outras meninas, mas não uma forma ruim, apenas do jeito dela.
Outra coisa legal é ver personagens como o Kunikida e a irmã do Kyon. Eu ri muito nessa cena com a irmã. Ela só apronta!
Enfim, nós descobrimos os motivos que levam o Kyon a fala "ora, ora..." (Ou no bom japonês: Are, Are...) o tempo todo. Culpa da Sasaki! ahah
Ainda lembro de ter citado a Sasaki como uma personagem que "mal conheço, mas considero pacas". E sim, é por causa desse conto. (Que eles chamam de livreto, mas ok!) O que me deixa mais feliz é que ela não é "jogada fora", ela aparece nos livros mais a frente da série. Por isso quero ler, que reencontrar a Sasaki. Essa menina maravilhosa!
O conto fala sobre muitas outras coisas, acho que a maturidade e a tomada de decisões no futuro são mais evidentes, ainda mais por ser japonês. Lá os alunos são muito cobrados no quesito de escolha de escolas e universidades.
Enfim, fica como algo para ler numa tarde chuvosa (com o Rainymood.com ligado). Não se preocupem de não entender algo. Isso é mais uma prequela do que qualquer oura coisa. Aproveitem e conheçam o narrador maravilhoso que é o Kyon.

Segue um trecho do conto:
“Eu também gostaria de poder fazer isso, Kyon.” – disse Sasaki com um sorriso gracioso em minha direção – “Infelizmente, o tempo não pára. Não conseguimos reverter seu fluxo. Precisamos mudar constantemente, de forma a conseguir seguir em frente. Ficar para sempre como aluno do ginasial não seria bom para você. Você precisa seguir em frente atrás do seu sonho, assim como um peão no xadrez só consegue se mover para frente.” 

Espero que tenham gostado da resenha! Até a próxima!

3 comentários :

Beatriz disse...

Gostei da resenha, apesar de não entender nada da história hahahah Sou muito perdida em animes, não conheço nada! Beijinhos, Beatriz (claro que pode me chamar de Bia, Ane!).

www.odiariodeumaescritorainiciante.blogspot.com.br

Francine Porfirio disse...

Oi, flor!
Faz tempo que não consigo aparecer por aqui. Que bom vir! (rs) Eu gostei do enredo desse conto. Aprecio quando a amizade é retratada dessa forma pura e companheira. Só não entendi qual é a proposta do autor. E se esse autor é o mesmo que aparece na lateral do seu blog (?). Ele seria uma "persona sua"? Desculpe se falo besteira (rs). Não entendi claramente.

Beijos!
www.myqueenside.com.br

Gislaine Oliveira disse...

Oiii Ane, tudo bem????
Gostei de conferir o conto :) Mas confesso que não é nada que leria no momento :P Acredita que eu estou "lendo" 15 livros neste momento? 2 para a facul, 5 para o trabalho (escrita) , 2 para o blog e 6 para distrair "Isso é distração? " kkkkkk Mais alguns contos :P Pois é, eu sou surtada, eu sei :P Mas é que eu sou muito ansiosa e não consigo ler um livro só por vez e aí eu já tenho que avacalhar e ler tudo de uma vez kkkk. a sorte é que eu não confundo as histórias de livro, por incrível que pareça :3
Beijooos
http://profissao-escritor.blogspot.com.br/