Love Stage

sábado, 10 de outubro de 2015

Anelise fujoshi aqui de novo. Aehoooo
Falar de anime é bom, mas falar sobre um yaoi é melhor ainda. Eu gosto dessa temática, gente. Não adianta. É um gênero que mais faz ser mais feliz.
Enfim, hoje falarei de, até que recente, Love Stage.
Esse é daqueles que são mais amorzinho. Tem mais características de shoujo, porque ele enrola um pouco. Um anime de 13 episódios e um OVA, era de se esperar algo do gênero.
Love Stage conta a história de Izumi e Ryouma. Eles se conheceram ainda crianças durante a gravação de um comercial. Izumi foi a "menina" da propaganda, pois sua mãe, que também é atriz e estava participando da gravação, falou com o diretor que podia usar o filho. Colocaram um vestido nele. Porém, o pobre Izumi fica muito nervoso por ser muito tímido, então Ryouma o acalma dando uma bola de gude, que tem as mesmas cores dos olhos de Izumi, para ele segurar e poder relaxar.
Eles gravam e o comercial é um sucesso!
Dez anos (se não me engano) se passam, Ryouma é agora um dos maiores atores do Japão, enquanto Izumi está cursando a faculdade. Diferente da família, com mãe, pai e irmão, ele não seguiu carreira artística, ele quer ser mangaká. E é simplesmente apaixonado pela Lala-lulu. (Uma espécie de Sailor Moon)
A empresa que fez o comercial anos antes, resolve fazer uma continuação daquele, mostrando o casal de crianças. O empresário da família de Izumi, Rei, o veste de mulher para o comercial. Izumi fica nervoso de novo e Ryouma lhe empresta a bola de gude outra vez.
No final de tudo, Ryouma tem a surpresa de descobrir que, aquela pessoa que ele era apaixonado desde criança, o Izumi, era um menino. Mas, de qualquer forma, ele decide que vai se aproximar do outro.
A história do anime é muito bonita e muito engraçada. Eu dei altas gargalhadas com ele. Ryouma e Izumi são um casal muito fofo. Sem contar o alternativo Shougo x Rei, mas isso é Back Stage já.
O que eu acho mais engraçado é que o nosso casal é praticamente todo uke. (Um Ai no Kusabi às avessas, como costumo dizer.)
Nem Ryouma, nem Izumi sabem como reagir. A relação deles vai se construindo aos poucos e aos passos deles. Só me dá uma pena do Izumi porque ele sabe que é o Uke da relação. E sim, foi uma das partes em que mais ri.
Fora o Smurf e o algodão doce (só assistindo o anime para entender. Lê-se: censura), o anime é um ótimo yaoi para descontrair e poder ser uma fujoshi feliz.
E ainda quero um anime do Back Stage. Porque Shougo x Rei são muito amor! (Ainda mais depois daquela última cena do OVA, que me botou no chão.)

2 comentários :

gih disse...

Oii Ane, tudo bem??? A premissa é bem interessante né???? hahahha, eu curti <3
É bem diferente =D Acredita que comprei um mangá? Quer dizer, não sei se vale, vale kkkkk, mas para mim vale ashauhsuahsu. O Estranho Mundo de Jack. Já leu? Me apaixonei <3
Beijoooos
http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

Francine Porfirio disse...

Parece mesmo uma história descontraída, flor, mas não gosto de yaoi… Por isso, não pretendo acompanhar. Mas gostei de saber que te agradou, afinal, você é fã do gênero. :D

Beijos!
http://www.myqueenside.blogspot.com