Review Parade

sexta-feira, 3 de outubro de 2014


Olha só quanto tempo que eu não faço review de álbum aqui no blog.
Pois é, resolvi que farei alguns a mais nesse meio tempo, especialmente para a minha linda, diva e maravilhosa Minori Chihara.
Para quem não sabe este ano é o 10º aniversário de carreira dela. E em homenagem farei as reviews do álbuns que estão faltando. Isso, antes do aniversário dela, em 18 de Novembro.
O que eu escolhi para o dia de hoje foi justamente o primeiro álbum dela que eu ouvi, lá em 2008: Parade.
Eu devo ter ouvido ele mais de 20 vezes, sei lá! Então esperem muitos "Como eu amo essa música". (Vou tentar me policiar quanto a isso.)
Esse álbum já até me dá nostalgia, dá saudade da escola inclusive.
Listando as músicas e comentando para vocês.
Vamos lá então!

1. Toumei Park Nite (透明パークにて)
A música-intro do álbum. Ela é bem curtinha, mas eu amo ela demais. Dá o tom upbeat que este álbum tem e que era característico dela na época.
Até tentei fazer PV fan made dela, mas não deu certo. Provavelmente tentarei de novo.

2. Voyager Train
Música que promoveu o álbum.
Imagine aquela música perfeita para embalar a sua viagem? É essa aqui!
Bem alegre e com presença de violino elevada ao infinito. Dá vontade sair cantando ela bem alto e com o vidro da janela do carro aberto, perturbando que tá passando do lado.
E 90% do mundo só percebe que isso é japonês ao ouvir o "sayonara, sayonara".

3. Prism in the name of hope
Essa música é bem animada. Ela dá uma puxadinha mais para o pop.
É bem aquelas músicas que se toca no encore do show, justamente para animar o público.

4. Fairy Tune
Só pelo nome consigo imaginar a Minorin vestida de fada cantando. Essa música é bem pop.
E o refrão é simplesmente perfeito para cantar com ela.
Ele é até um bocadinho calma!

5. Rush march!!
Uma coisa sobre esse álbum é verdade: Ela canta músicas dele até hoje. Olha que se passaram 6 anos!
Essa música é um exemplo. Ela é puxada para o rock e tem ainda a coreografia com a bandeira que eu sonho um dia fazer junto com a Minorin, num show dela.
É uma música que te joga para cima mesmo!

6. Sono Toki Boku wa Kami Kazari wo Kau (その時僕は髪飾りを買う)
Ela tem a pegada bem parecida com a do Fairy Tune.
Ela é bem levinha e tranquila de ouvir, acho a música mais calma do álbum.
Eu não consigo falar o nome dela todo até hoje. Chamo de track 6 do Parade ou só de Sono Toki mesmo.

7. Melty tale storage
Como eu amo essa música! "Ukabu desho Melty Tale".
Essa, sem dúvida, é uma das músicas mais marcantes dela. É a primeira single-track do álbum.
Ela tem o jeito semelhante de Voyager Train, com a presença de violino bem forte e o upbeat.
É uma música que empolga demais quando se canta. Não tem como não deixar incorporar! haha
Ainda quero pegar um pôr-do-sol e ficar cantando o refrão.
E tem um pedaço dela que dei uma zoada: "Se até o céu encher. Meu pai vai lá. Sumonar!"

8. Aoi Kotou (蒼い孤島)
Essa é mais agitada. E se formos analisar dos álbuns mais novo, lembra bastante Akatsuki Tsukiyo do D-Formation.
É aquela que se começa a tocar, eu tenho que cantar com muita vontade. É isso que ela faz com a gente. haha
Essa música pede muito fogo e luzes vermelhas nos shows.

9. Hikari (光)
Essa é a romântica do álbum, pelo o que parece. Sem tradução complica. Bem a pegada pop, balada.
Eu sempre imagino aqueles casais de anime quanto escuto músicas do tipo. Os que sofrem, os que se separam e os que ficam juntos.
Simplesmente amo quando ela fala "Kimi no Hikari" (Você é minha luz!), dá para sentir um fevor na voz dela que eu até imito.

10. Paradise Lost -at next nest-
Primeira música da Minorin que eu ouvir e foi amor a primeira nota. haha
Essa é a segunda single-track do álbum. E saiu quase junto com álbum também. Considerando que o single Paradise Lost é do início de Novembro de 2008 e o álbum e do final do mesmo mês o álbum.
Esses fatores sem dúvidas pediam uma versão diferente da música. Por isso, ela tem uma introdução diferente e que eu acho bem legal. (Pois é, não foi Nana que começou com isso. Aqui é Minorin, porra!)
Ela é semelhante as músicas da Minorin que nós temos hoje. Pegada de violino e rock. Impossível não se empolgar e querer cantar junto. Simplesmente amo ela! :3
Ela também é abertura do anime Ga-Rei Zero.

11. FUTURE STAR
Rock define essa música! Adoro os toques de guitarra fortes que ela tem.
E como sempre acontece, a minha diva do rock interior tem que se soltar.
É uma ótima música nos lives.
"Shinjiteru watashi no Future Star"

12. Ame Agari no Hana yo Sake (雨上がりの花よ咲け)
Essa também é single-track. E tem o mesmo estilo que Voyager Train e Melty Tale. Eu adoro o PV dela. A Minorin está tão linda nele.
A característica de upbeat e com os violinos. É a Minorin que eu sempre gostei e gosto ainda mais nessas músicas.
E vendo a tradução do título da música, o clipe todo faz sentido. haha

13. Hanataba (花束)
É a música mais longa do álbum, da Minorin, e se bobear do mundo (tá, essa pate é mentira). Ela tem quase sete minutos e vale cada segundos deles.
Essa música é bem mais calma, se for comparada com outras, e tem presença de violão e do violino em certas partes. Parece as músicas em acústico que a Minorin canta. Uma música feita com instrumentos mais simples e agradáveis para alguns.
Tem um bocado de palavras em inglês que eu nunca entendi.
Perfeita para encerrar shows!

14. everlasting...
O que dizer ela?
Fecha o álbum perfeitamente e com muita categoria.
É até semelhante a Hanataba. E quando fica em acústico, o famoso Unplugged Version, fica mais linda ainda.
É uma música que se ouvisse, ou até cantasse, ao vivo, eu ia chorar horrores. (Igualzinho a Ittousei.)
E a música que mostra o que esse álbum é para mim: Eterno.

Bem, pessoal, essa foi a minha review do Parade.
É de longe o meu álbum favorito da Minorin. Gosto muito de todos os outros, mas esse é especial, pois foi aqui que o amor por ela começou. E que me fez ser a Minorer que sou hoje.
E fiquem ligados. Em breve teremos também do Contact e do Heroine.



1 comentários :

Francine Porfirio disse...

Que legal esse post! Eu não conhecia essas músicas… Na verdade, joguei no youtube somente a música que citou como a que promoveu o álbum (rs). Gostei, mas não é o meu estilo.

Eu sou bastante limitada quando o assunto é música. Gosto de rock, e só. Mesmo as músicas românticas que curto são baladas de rock. Não consigo me interessar por outro estilo. Ah, mas conheço os clássicos da bossa nova e até ouço outros gêneros, mas por ocasiões em que estão tocando e não necessariamente porque os tenho na playlist.

Tá aí uma coisa que poderia mudar… Haha.

Beijos!

http://www.myqueenside.blogspot.com