Kyon #24: Pressões da vida

terça-feira, 20 de junho de 2017
Olá, pessoal!
Kyon aqui de novo. Estavam com saudade de mim? Espero que sim!
Eu fico com saudade daqui, porque gosto de escrever sim para cá. Divirto-me fazendo!
O tema da postagem de hoje é: Pressões da Vida.
Vocês já prestaram atenção em como as pessoas nos pressionam? Em qualquer coisa, em qualquer momento da vida.
Acontece desde que a gente é bebê.
Quando vai andar? Quando vai falar? Quando vai para a escola? Quando vai aprender a ler ou escrever? São tantas cobranças para alguém tão pequeno, penso eu.
Você sempre é pressionado para algo na vida, a vida toda.
Tirar boas notas, passar de ano, entrar na faculdade, se formar, trabalhar, casar, ter filhos, ser bem sucedido, conseguir se aposentar. Etc, etc, etc...
E se a gente for prestar atenção e levar em conta só os pontos de vista externos: nós somos cobrados e pressionados o tempo todo. E isso é muito ruim!
Sabe por quê?
Causa ansiedade, por conta das expectativas que pessoas nos colocam. Sonhos delas mesmas que nos jogam. E a gente pode acabar se perdendo se não prestar atenção, vai só "seguindo o fluxo" e quando percebe está infeliz.
As pessoas nunca vão estar satisfeitas e vão nos pressionar. Porque elas, em algum lugar da cabeça, se acham no direito de fazer isso.
Mas, o que importa é o que nós mesmos queremos fazer e quando queremos fazer, ou, às vezes, nem queremos fazer.
É complicado lidar com a pressão externa e claro, a interna também. Porque o maior cobrador é a nossa própria consciência!
Bem, este foi o post de hoje. Espero que tenham gostado e que reflitam um pouco sobre.
Beijos do Kyon!

1 comentários :

Gislaine Oliveira disse...

Oiiii Kyon, tudo bem?
É difícil mesmo lidar com a pressão. Eu sempre me senti (e sinto ainda, mas hoje um pouco menos) pressionada. E as pessoas faziam aquela pressão meio que sem perceber, sabe? Em forma de elogio. "Nossa, como ela é inteligente. Vai ter um futuro promissor.", "Nossa, olha como ela é linda. Vai ter muitos homens aos pés." , "Nossa, como ela é magra. Nunca vai precisar se preocupar com o peso." E o que aconteceu é que foi tudo meio que ao contrário. Quero dizer, não ao contrário. Mas por muito tempo me senti decepcionando minha família. E a mim também. O que é realmente bizarro, já que eu faço o que amo e deveria ficar feliz. Mas é aquilo, sabe? Eu não devia estar fazendo mais? A pressão faz a gente se sentir assim. E de tanto as pessoas pressionarem a gente, a gente começa a se pressionar. E é difícil se libertar. Acho que agora, aos pouquinhos, estou conseguindo me soltar, mas vou te dizer que não é nada fácil.
Beijooos
http://profissao-escritor.blogspot.com.br/