Resenha #26 :Boy's love 2

sábado, 23 de julho de 2016

Trazendo mais uma resenha para o blog. E é do Boy's Love 2, que não é dois, mas a gente chama ele assim porque sim.
E claro, teremos direito a uma fujoshi surtada nesta resenha. Assim como foi na outra.
Depois da sinopse falarei o que achei do livro.

Sinopse: Para amar e ser livre. Sem limites.
Boy’s Love ou yaoi são apenas formas de descrever o fenômeno que surgiu no Japão e conquistou o mundo. Histórias cheias de sensibilidade e afeto, protagonizadas por rapazes em relações homoafetivas, uma maneira de ver a vida que abre as portas da fantasia e se aprofunda no questionamento sobre o que é certo ou errado. Viaje para o mundo dos mortos ou descubra lindos seres que só poderiam sair dos tomos da mitologia. Nessas páginas o terror e a ternura serão apenas preliminares para o que não pode mais esperar.
Em Boy’s Love – Sem preconceitos, sem limites, a paixão fala mais alto e é a tônica nesses encontros. Lemon é um termo que virou sinônimo de ficção cheia de cenas picantes e sem restrições para o prazer. E nessa edição, é também o nosso tempero para experimentarmos sem pudores o que as palavras podem expressar.
Organizada e ilustrada por Tanko Chan, que também participa com um conto, essa antologia traz deliciosas histórias por Dana Guedes, Claudia Dugim, Nuno Almeida, Márcia Souza, Priscilla Matsumoto, Karen Alvares, Vikram Raj e Blanxe.
Quando as primeiras peças de roupa caírem no chão, beijos e carícias guiarão a existência dos amantes. Não haverão mais barreiras para esse amor. Isso já ficou para trás.

Como disse na resenha do Boy's Love 1, esses livros foram as minhas alegrias da bienal de 2015. Melhores compras! Yaoi é sempre bem-vindo. haha
E temos novamente um prefácio da Tanko-chan, a organizada, falando mais sobre o gênero yaoi e o lemon especificamente e os contos em si. Bem pincelado para não ter spoiler! haha
Diferente do primeiro, esse livro é mais focado no lemon. Então sim, "le potaria" rola solta. Na verdade, até achei que fosse ser bem mais do que está no livro. Em alguns do contos foi muito rápido. Tudo bem que não precisava dar um foco só nisso, mas podia ter sido um pouco maior né? Para fazer fujoshis felizes.
Mas essa falta foi compensada com contos com maravilhosas construções, acontecimentos e personagens. Vamos desde universos fantasiosos e futuristas até mesmo o nosso mundo normal. Isso tudo foi bom de alguma forma, porque tem realmente muitas histórias com lemon que é só lemon mesmo, a história deixou um tom a mais quando os personagens foram aos finalmentes.
Difícil escolher um conto favorito entre os nove, que são: Daruma; Lolipop; No amor e na Guerra; O Cola de Scheherazade; O reflexo de dokkaebi; O sentimento; O palácio dos Rakshasas; Perfect Mistake e Maçã.
Cada conto é um surto de fujoshi e um coração fujoshi partido e/ou feliz e claro, a necessidade de uma transfusão de sangue mais que urgente. (Piada de Fujoshi. Algo tipo assim!) Dá vontade de ler tudo de novo para aproveitar de novo os personagens e tudo o mais.
Outro ponto positivo (e surtante) são as ilustrações da Tanko-chan. Algumas só destoam de aparências descritas nos contos, mas isso é só detalhe mesmo.
O único conto que tive dificuldade de compreender foi o Maçã, mas porque a história envolve viagem no tempo e isso por si só já é complicado o suficiente. Mas amei o conto de qualquer forma.
Amei esse livro, ouso dizer até mais que o Boy's Love 1. =D

Bem, pessoal, essa foi a resenha de hoje. Espero que tenham gostado.
Beijos!

1 comentários :

Gislaine Oliveira disse...

Ane nem surta hahhahaha :3
Tenho interesse em conhecer esses livros, mas com a pilha que tenho aqui em casa está muito difícil :P
Tô tentando fazer um desafio louco esse mês, mas não sei se vai funcionar hahah, preciso cumprir minha meta de leitura do ano :3
Beijoooos
http://profissao-escritor.blogspot.com.br/