Não dê limites a um escritor

terça-feira, 25 de março de 2014
 
Um escritor é conhecido por dar asas a sua imaginação e colocar para fora o que de mais louco e surreal que venha da sua cabeça.
Mas sabe quando se participa de um concurso? Seja ele de contos ou de livros completos, até de um grupo de fanfic.
Eles tem que estipular regras e uma delas é a quantidade de capítulos ou máximos de palavras que se pode usar ou até que tipo delas usar.
Isso para um escritor é muito ruim!
Ter que desenvolver uma ideia dentro de todas essas limitações, também num determinado tempo. Pode ser uma coisa fácil ou complicada, depende de qual for o escritor.
Pode ser que ele não consiga desenvolver da maneira detalhada que queria. Ou tenha uma ideia bem simples e que pode ficar curta demais.
Ele fica aflito, nervoso com a quantidade e não com a qualidade do que está escrevendo.
"Eu tenho que terminar em XXX palavras".
A cada parágrafo que escreve, atualiza a contagem e vai continuando assim. Controlando a sua vontade de acabar fazendo demais. Acaba cortando e não explicando algumas coisas.
No final, a história sai. Mas não necessariamente do jeito que queria, não completamente.
Limitar um escritor é limitar sua criatividade, sua vida, suas vontades e suas inspirações.
Dê liberdade a ele para fazer o que lhe dá vontade. Sem se importar com a quantidade, mas sim com o que as palavras querem dizer.

Esse texto é inspirado em uma coisa que aconteceu comigo tem pouco tempo. Tive uma ideia mal desenvolvida por conta de limitação de palavras. Também um outro que terei que tirar os palavrões.

2 comentários :

Francine Porfirio disse...

Oi, flor!
Sei como é se sentir limitado a um número de caracteres. Participei de vários concursos literários e todos precisam limitar… É ruim pensar numa ideia e ao escrevê-la ter que ficar atento ao limite imposto. Mas faz parte. :/ Entendo sua frustração e apóio! E, por outro lado, entendo a necessidade de limitarem os escritores para publicações. Aiai, é uma faca de dois gumes.
Beijo carinhoso, Ane!!!

My Queen Side

Ane-chan disse...

Francine, eu sei que eles tem essa necessidade de pôr limites, justamente porque deve-se ter um planejamento e sem dúvida se deixar livre, a pessoa vai acabar mandando um livro. =)
Mas quando você é o escritor, do outro lado, é complicado você ter que cortar palavras ou até ideias inteiras por conta destes limites.
Mas o que se pode fazer né?
É aceitar e fazer o possível e o melhor dentro desta limitação.