Fui assistir: Moana - Um mar de aventuras

sábado, 21 de janeiro de 2017

2017 mal entrou e já tá melhor que 2016, porque eu fui no cinema logo nas primeiras semanas do ano. E sim, comecei bem, fui ver a animação nova da Disney: Moana.
E a Disney tá simplesmente tá arrebentando nesses últimos filmes de princesa. Elas já não tem nada a ver com as primeiras princesas dessa franquia. Além de tratar da diversidade humana, também tem a questão feminista. Das personagens serem mais independentes e não terem apenas a função de se apaixonar na vida.
Enfim, o filme se passa num local distante da Polinésia, onde a tribo de Moana vive numa ilha e usam dos recursos dela para sobreviver. E o povo mal se afasta da ilha para pescar, eles sequer passam do recife, por simplesmente lhes foi ensinado assim.
O filme começa com o pai da Moana contando a história da deusa deles, que é uma ilha e cuja teve seu coração roubado, e foi um semi-deus explorador quem o roubou. E a tal história conta que uma pessoa vai chamar o tal semi-deus para devolver o coração a deusa. (Eu não lembro os nomes, são difíceis.) Tudo isso com a Moana criança, bebezinha
Moana cresce e está aprendendo sobre a sua futura função de líder da tribo. Mas, ela é sonhadora e não quer muito isso, ela quer desbravar o mar.
Nem quero falar muito para não estragar a experiência de quem for assistir, mas é um filme maravilhoso. Tem personagens maravilhosos, uma história que te prende loucamente.
Destaque para a vó super amor da Moana que me lembra horrores da Vovó Willow da Pocahontas. (A árvore.) E é essa avó que faz a garota ouvir o coração e fazer o que quiser.
Também me lembrou de Lilo e Stitch por conta das danças do filme. E sim, Moana vai atrás do semi-deus e explorar aquele imenso amar para devolver o coração para a deusa. Sem ser obrigada, é porque ela quer. E detalhe, sem príncipe chato para atrapalhar.
Com certeza é o filme do ano e estamos em janeiro.

0 comentários :