Resenha #1: Era uma vez minha primeira vez

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

(Olha eu feia na foto hahahha)
Eu quase nunca faço reviews de livros, não me acho que coisa grande para isso, porém uma de vez em quando não faz mal a ninguém.
E será sobre um livro que eu estava querendo desde a bienal de 2011, quando ele foi lançado. Só fui comprá-lo na bienal do ano passado.
Podem até dizer que sou velha para ler Thalita Rebouças, porque ela escreve para adolescentes e bla bla. Problema! Gosto dela!
Vou colocar a sinopse do livro e vou falar o que achei.

Sinopse: Coração acelerado, pernas bambas, arrepio na nuca e um friozinho na barriga. Medo? Sim. E também excitação, sonhos, dúvidas, inseguranças e todas as "noias" que as meninas sentem diante da tão esperada e, por que não, idealizada, primeira experiência sexual. São essas angústias e alegrias, contadas de forma leve e bem-humorada, que Thalita Rebouças apresenta em "Era uma vez minha primeira vez", a escritora usa toda a sua sensibilidade e bom humor para falar de um tema que ainda gera muita ansiedade e polêmica entre as garotas. Na linguagem típica das adolescentes, a experiente autora no universo teen conta como seis amigas inseparáveis - Teresa, Clara, Tuca, Fernanda, Patty e Joana -, todas entre 15 e 19 anos, enfrentam o antes, o durante e o depois de um dos momentos mais importantes na vida das mulheres. Mas não espere um manual com dicas sobre sexo, virgindade, gravidez e temas afins. O livro reflete as emoções, os sentimentos, medos e anseios das personagens em diversas situações com as quais as leitoras de Thalita certamente irão se identificar.


O livro é bem aquilo da Thalita Rebouças mesmo. São contos pequenos, mas muito divertido. Como só ela sabe fazer.
Tem muitos momentos em que pego dando risadas das coisas que as personagens.
Eu achei que esse livro fosse detalhar mais as partes importantes de acordo com o tema dele, mas não foi. Só que isso não foi ruim. Falou-se de coisas que mulheres tem e muito: Sentimentos.
E também toda a pressão que sofremos acerca da primeira vez.
Cada personagem encara e quer essa experiência de um jeito diferente. Uma quer muito, para a outra tanto faz, a outra nem pensar. Assim como acontece na vida.
As personagens são muito divertidas e te fazem mergulhar nas histórias delas. Isso para mim é um ponto a favor para o livro!
É um livro excelente e divertido que trata a perda da virgindade de naneira natural e bem humorada.

Anelise Vaz

0 comentários :