Não é por mal!

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Desculpe-me de ser assim desse meu jeito: Sincera, tímida, desajeitada.
Eu falo o que me vem a cabeça, nem penso se vai prestar ou não. E nem ligo se as pessoas vão gostar ou não. É bom ouvir uma verdade na cara de vez em quando, sabe!
Isto também quando eu resolvo falar, só me abro e solto o verbo mesmo com quem é íntimo meu. Se for íntimo, já era, não calo mais a boca.
Não ter muito jeito para fazer muitas coisas. Correr esquisito, andar esquisito, gestos esquisitos. Ainda ter uma grande habilidade de derrubar as coisas ou de se embolar com elas.
Sinceramente, me desculpe! Eu não sou perfeita e tenho certeza que você também não.

0 comentários :